segunda-feira, 28 de junho de 2010

Celebração à Solidão

Desarme-se
Você está livre agora
Eu voltarei à minha posição observadora e introspectiva
E então poderá novamente se reservar
Solitária
Ao lado de sua amiga solitária
Todos juntos em uma solidão coletiva
Assim nos sentimos bem
Enquanto nos sentimos sóis
Seu braço pode se posicionar diferente
E suas mãos abertas com os dedos a mirar-me
Em movimentos digitais ebrefechantes
Mas nosso fingimento nos permanece
Nosso egoísmo nos compreende
Nossa solidão nos basta
É que não queremos perder a graça de esperar
Para depois pensar em desembarcar
Vamos ficar assim, então
Juntos enquanto distantes

3 comentários:

BAh disse...

Passou para mim algo muito próximo do que tenho sentido...
Sempre gosto de vir aqui. Demorei a voltar por motivos de força maior.

Giuseppe Menezes disse...

Eu tambem demoro a voltar =D

Polly . disse...

fz tempo q nao entro aki e acho q vc deveria atualizar logo pq eu amo ler td qdo entro aki
=*